Sem título-2-08.png

Agência reguladora dos EUA aprova vacinas atualizadas da Pfizer e Moderna contra a Covid

Novas versões dos imunizantes incluem proteção específica contra as subvariantes da Ômicron BA.4 e BA.5, responsáveis pela maioria das infecções atuais naquele país



A FDA (Administração de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos) — órgão equivalente à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil — aprovou nesta quarta-feira (31) versões atualizadas das vacinas contra a Covid-19 desenvolvidas pela Pfizer/BioNTech e pela Moderna.


Além de fornecerem proteção contra a cepa original do vírus Sars-CoV-2, os imunizantes vão induzir resposta contra as subvariantes da Ômicron BA.4 e BA.5, que são responsáveis pela maioria dos casos atuais de Covid-19.


Segundo a FDA, as duas linhagens devem permanecer em circulação nos Estados Unidos no outono e no inverno (entre setembro e março).


As vacinas serão utilizadas em dose única de reforço em indivíduos que receberam a injeção anterior há pelo menos dois meses.


A vacina da Pfizer poderá ser aplicada em pessoas com 12 anos ou mais, e a da Moderna, apenas em quem tem mais de 18 anos.


"Com base nos dados que apoiam cada uma dessas autorizações, espera-se que as vacinas bivalentes contra a Covid-19 forneçam maior proteção contra a variante Ômicron atualmente em circulação", diz a FDA em nota.


Integrantes dos CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA devem se reunir amanhã para analisar a decisão da FDA e, então, autorizar a vacinação com os imunizantes atualizados, que poderia começar nos próximos dias.


Fonte: R7


Sem título-2-08.png