Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Após passagem de ciclone, sobe para 42 número de cidades de SC que decretaram emergência

Fenômeno no oceano causou chuva no estado na semana passada e três pessoas morreram. Segundo Defesa Civil, 129 dos 295 municípios tiveram estragos.

Subiu para 42 o número de cidades catarinenses que decretaram situação de emergência (veja lista abaixo) após a passagem de um ciclone pelo oceano na semana passada, que causou chuva no estado. Dos 295 municípios, 129 tiveram algum estrago. Três pessoas morreram. Este novo balanço foi divulgado pela Defesa Civil do estado nesta terça-feira (10).


Os prejuízos causados pela chuva afetaram 52.593 pessoas. Desse total, 9.852 saíram das próprias casas e foram para a residência de parentes ou amigos e 869 foram para abrigos.


Os municípios que tiveram estragos precisam apresentam um plano de trabalho para terem acesso a recursos do governo do estado, que auxiliará na construção de casas para as pessoas que perderam as próprias residências. As construções deverão ser feitas em terrenos cedidos pelas prefeituras, longe de áreas inundáveis, a partir de critérios definidos pela Defesa Civil.

Decreto de emergência

Confira abaixo os 42 municípios que decretaram emergência por causa das chuvas:

  1. Agrolândia

  2. Agronômica

  3. Alfredo Wagner

  4. Anitápolis

  5. Araranguá

  6. Armazém

  7. Arroio Trinta

  8. Bom Jardim da Serra

  9. Braço do Norte

  10. Brunópolis

  11. Capivari de Baixo

  12. Forquilhinha

  13. Grão Pará

  14. Gravatal

  15. Ibiam

  16. Iomerê

  17. Lages

  18. Laurentino

  19. Lauro Müller

  20. Lebon Régis

  21. Maracajá

  22. Monte Carlo

  23. Orleans

  24. Pedras Grandes

  25. Pescaria Brava

  26. Pinheiro Preto

  27. Pouso Redondo

  28. Rio das Antas

  29. Rio do Oeste

  30. Rio do Sul

  31. Rio Fortuna

  32. Rio Rufino

  33. Santa Rosa de Lima

  34. São Bonifácio

  35. São Joaquim

  36. São Ludgero

  37. São Martinho

  38. Taió

  39. Tangará

  40. Tubarão

  41. Urubici

  42. Videira

Mortes

José Vieira Lima, de 60 anos, e Nilson da Silva Lima, de 40 anos, foram encontrados mortos pelo Corpo de Bombeiros Militar em São Joaquim, na Serra catarinense, dentro de um rio em 3 de maio. As vítimas estavam no interior do município, na localidade conhecida como São Paulo Velho.


Os socorristas foram acionados para resgate e busca dentro de um córrego no interior do município, mas, segundo a Defesa Civil, o volume da chuva subiu o nível do rio e o veículo foi localizado caído com as rodas viradas para cima na região.


Na quarta-feira (4), um homem de 45 anos foi arrastado pela correnteza e morreu em Urubici, também na Serra. Segundo os bombeiros, a vítima tinha sido vista pela última vez na noite anterior, dentro do carro, sendo arrastada pela forte correnteza.


Fonte: G1


Sem título-2-08.png