Sem título-2-08.png

Bebê de SC com leucemia vai receber medula de doador da Alemanha

Moradores de Joinville, os pais souberam da doença quando o menino de um ano estava com três meses.


Um bebê de 1 ano e 6 meses em Joinville, no Norte catarinense, vai receber um transplante de medula óssea de um morador da Alemanha. Pedro de Lima Pinheiro foi diagnosticado com leucemia aos 3 meses e, desde então, os pais Suelen e Alan Pinheiro buscavam por um doador compatível.


Segundo a mãe, o filho vai passar por sessões de quimioterapia e radioterapia até sexta-feira (2). A prática antecede o transplante e foi iniciada nesta semana. No sábado (3), ele fará a cirurgia em um hospital de Curitiba (PR).


O nome do morador da Europa surgiu por meio do Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (Redome), que faz a ligação entre redes internacionais. Por estar inscrito junto Registro de Receptores, (Rereme), que inclui o nome das pessoas que precisam de uma doação, o bebê foi contemplado nesta semana.


A mãe considera que a cirurgia vai significar um "renascimento" para filho.

"Depois da data do transplante, a gente tem a 'pega da medula' [quando o paciente recupera as células após o transplante]. Depois, se ele estiver se alimentando bem, com o estado clínico bom, ele fica ainda um período em Curitiba", disse Suelen.


Depois de 100 dias, a família poderá retornar a Joinville. No entanto, isso dependerá da resposta de Pedro ao transplante. Antes de encontrarem o doador europeu, o pai de Pedro chegou a fazer o procedimento, mas o corpo do filho rejeitou a medula.

"Sábado é o grande dia para estarmos com a nossa energia positiva, quando ele vai receber a tão esperada medula", afirmou Alan.


Fonte: G1

Sem título-2-08.png