Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Busca é incansável por desaparecidos na Amazônia, diz procurador da Univaja

À CNN Rádio, Eliesio Marubo, da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari, disse que trajeto que Bruno Pereira e Dom Phillips é muito comum, apesar das ameaças e violência

A busca por vestígios do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips é “incansável” pelas equipes a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari, segundo o procurador jurídico da organização, Elisio Marubo.


Em entrevista à CNN Rádio, ele afirmou que o time da Univaja montou acampamento no local: “Nossa equipe ainda está por lá, diferentemente das autoridades que retornam à cidade, para o quanto antes encontrar vestígios de Bruno e Dom.”


De acordo com o procurador, o trajeto percorrido por ambos – que estão desaparecidos desde o último domingo (5) – é muito comum, “embora haja contexto de violência e ameaças”.


“Bruno, por exemplo, fazia esses pequenos trajetos, sempre com segurança (…), ele era monitorado praticamente 24 horas quando estava na região”, completou.


Elisio Marubo afirmou que o protocolo de segurança da Univaja está em vigor desde domingo e continuará “até encontrarmos Bruno e Dom.”


O desaparecimento de ambos é algo novo para a organização, segundo contou o procurador, apesar de ele relatar que “já tivemos pessoas ameaçadas na região devido ao trabalho de fiscalização realizado nas terras indígenas.”



O procurador afirmou que a região é de mata fechada e há exploração ilegal das áreas protegidas. Com prevalência de caça e pesca ilegal.

“Há informações de que esses grupos estivessem sendo usados para narcotráfico e lavagem de dinheiro, é coisa muito grande, com organizações com diversos interesses e que atuam em muitos países”, disse.


Fonte: CNN Brasil

Sem título-2-08.png