Sem título-2-08.png
  • Redação

Campanha de vacinação contra influenza e sarampo começa em abril em Schroeder



De 4 de abril a 3 junho de 2022, serão realizadas a 24ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza e a 8ª Campanha Nacional de Seguimento e Vacinação de Trabalhadores de Saúde Contra o Sarampo.


A meta de vacinação para influenza é de 90% do público-alvo, enquanto a do sarampo é de 95% do público-alvo. O dia “D”, quando haverá mobilização nacional, será em 30 de abril.


“Essa meta é determinada pelo Ministério da Saúde e nós queremos, sim, atingi-la. Para isso, pedimos que, no primeiro momento, os idosos nos procurem nos 3 pontos de vacinação. Os acamados e pessoas com dificuldade de se locomover podem ligar para as unidades que a gente vai levar a vacina para os idosos nas suas residências”, explica a secretária municipal de Saúde, Ingrit Eli Roweder.


Em Schroeder, as vacinas estarão disponíveis nas seguintes unidades de saúde:

- Centro e Sossego: todos os dias, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h

- Schroeder 1: às terças, quartas e quintas-feiras, das 8h30 às 11h30; às sextas-feiras, das 8h30 às 11h30 e das 13h às 16h.


Confira, abaixo, as etapas e quais vacinas cada grupo prioritário deve receber.

Primeira etapa, de 4 a 30 de abril, serão vacinados:


- idosos com 60 anos e mais (influenza);

- trabalhadores da saúde (sarampo e influenza).


Segunda etapa, de 2 de maio a 6 de junho, serão vacinados:

- crianças - 6 meses a menores de 5 anos (sarampo e influenza);

- gestantes (influenza);

- puérperas (influenza);

- povos indígenas (influenza);

- professores (influenza);

- comorbidades (influenza);

- pessoas com deficiência permanente (influenza);

- caminhoneiros (influenza);

- trabalhadores de transporte coletivo rodoviário urbano e de longo curso (influenza);

- trabalhadores portuários (influenza);

- forças de segurança e salvamento (influenza);

- forças armadas (influenza);

- funcionários do sistema de privação de liberdade (influenza);

- população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas (influenza).

Sem título-2-08.png