Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Carros de luxo e imóveis são sequestrados em operação contra grupo criminoso em Joinville

Bando se dedicava ao furto de caixa eletrônico por ser um crime com pena mais branda em relação àqueles com violência contra pessoas


Uma operação policial deflagrada nesta terça-feira (7) cumpriu 19 mandados de busca e apreensão em Joinville e Balneário Barra do Sul, Norte do Estado, contra um grupo catarinense suspeito de lavar dinheiro obtido com furtos de caixas eletrônicos. Ainda durante a manhã, também foram cumpridos quatro mandados de prisão.


Entre os bens sob suspeita de terem sido obtidos com recursos ilícitos, foram sequestrados pela Polícia Civil com a Operação Estorno seis imóveis, três embarcações e 33 veículos de luxo, o que inclui duas Land Rover, três BMW, três Mercedes e um Volvo.


Também foram bloqueados valores em contas bancárias e em ativos financeiros.


A investigação identificou que o grupo se dedicava aos furtos de caixas eletrônicos por ser um crime com penas mais brandas, por não envolver violência contra pessoas.


Com os recursos levantados, os criminosos tentavam dissimular a origem dos ganhos ao adquirirem bens com pagamentos em espécie e em nome de laranjas, pessoas que blindavam os verdadeiros beneficiados no esquema.


A operação visou a apreensão de documentos que comprovassem a ocultação dos bens. Ela foi coordenada pela Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro (DLAV/Deic), com sede em São José, na Grande Florianópolis, e contou com apoio de policiais civis em Joinville no cumprimento dos mandados.


Fonte: NSC

Sem título-2-08.png