Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Chuva alaga ruas, causa deslizamentos e estragos em mais de 10 cidades de SC;

Em Pedras Grandes, no Sul catarinense, uma ponte ficou alagada e precisou ser interditada.



A chuva registrada entre a noite de segunda-feira (2), e que segue nesta manhã de terça-feira (3), deixou ruas alagadas e provocou deslizamentos de terra em ao menos 11 cidades de Santa Catarina. Em Pedras Grandes, no Sul catarinense, uma ponte precisou ser interditada após o rio transbordar. Não há informações sobre feridos.


Grande Florianópolis

Em Florianópolis, houve registro de alagamentos pontuais na Via Expressa, e nos bairro Campeche e Ingleses. Um deslizamento de terra na comunidade José Mendes atingiu duas residências, deixando as famílias desabrigadas. A Guarda Municipal monitora a situação deste a madrugada, com auxílio da Defesa Civil.


Sul

Uma ponte em Pedras Grandes, localizada na comunidade de Pedrinhas, foi interditada durante a madrugada. Segundo o prefeito Agnaldo Filippi, a orientação é para que os motoristas não passem pelo local.

Por conta do alerta de chuva persistente, as aulas na rede municipal foram suspensas pela manhã. No município, também há pontos de interdição causados por alagamentos nas localidades de Encruzilhada, Riacho, Sertãozinho e Pedrinhas.


Em Orleans, a Escola Estadual Costa Carneiro teve as aulas suspensas nesta terça, após o morro que fica atrás da unidade ceder parcialmente. Segundo a Defesa Civil, parte da estrutura do prédio ficou exposta, o que comprometeu a estrutura.


No município de Tubarão, a Fundação Municipal de Educação emitiu um comunicado orientando os pais e responsáveis a deixarem os filhos em casa nesta terça, pois não haverá prejuízo do dia letivo aos alunos.

"A decisão se deve como forma de prevenção, uma vez que existe a possibilidade de alagamentos em ruas da cidade, o que causará transtornos. É importante destacar que a quantidade de chuva prevista é muito grande, e deve cair em um curto espaço de tempo, o que dificulta a absorção da água pelas redes de drenagem", informou o município.


Serra

Em Lages, na Serra catarinense, houve deslizamento de terra com queda de árvore no bairro São Luiz, na Salustiano Neto. Até as 8h30, a Defesa Civil da cidade trabalhava para desobstruir a via. Nas últimas 24 horas, a Defesa Civil Municipal, atendeu 45 ocorrências relacionadas às chuvas.


Os atendimentos à comunidade estão relacionados com alagamentos, deslizamento de terras, queda de árvores e muros entre outros. “São cerca de 175 pessoas afetadas pelas chuvas. Até o momento, sem a necessidade de ativação de abrigos, aifrmou o secretário executivo da Defesa Civil, João Eduardo da Silva Pacheco.


Oeste

Em Seara, houve deslizamento de terra na Comunidade de Santa Lúcia. No município de Irani, queda de árvores obstruíram o acesso à comunidade de Linha Pingador. Houve registro de pequenos deslizamentos em Piratuba e Concórdia.


Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), na SC-453, no trecho próximo à ponte do estreito entre, Luzerna e Ibicare, houve desmoronamento e queda de árvores na pista. Até as 9h, o órgão retirava os entulhos da via.


Previsão do tempo

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, pode chover mais do que o equivalente a todo o esperado para o mês de maio em quatro dias, ganhando força nesta terça e quarta-feira (4) em todas as regiões. As cidades do Sul e Grande Florianópolis, porém, possuem maiores riscos de alagamentos, enxurradas, deslizamentos e inundações.


Também podem ocorrer rajadas de vento e mar agitado. A navegação é desaconselhada. Os picos de onda podem chegar a 4,5 metros no litoral Sul, 3 metros na Grande Florianópolis e 2,5 metros no Norte.


Recomendações

A Defesa Civil destacou os telefones de emergência. O morador deve ligar para 199 para falar com a própria Defesa Civil e para o 193 para chamar os bombeiros. O órgão também divulgou orientações para cada situação adversa do tempo.


Em caso de tempestades com ventos fortes e raios:

  • busque um local abrigado, longe de árvores, placas, postes de energia e de outros objetos que possam ser arremessados

  • em local abrigado, fique longe de janelas e desligue aparelhos eletrônicos

  • em casa, o banheiro em alvenaria é um local muito seguro

  • na praia, jamais fique na água


Em caso de alagamentos:

  • evite entrar em contato com a água

  • evite dirigir em locais alagados

  • evite transitar por pontes submersas

  • atenção com crianças próximas a rios e ribeirões


Quando há risco de deslizamentos de terra, fique atento a:

  • inclinação de postes e árvores

  • movimento de terra ou rochas próximos a sua casa

  • rachaduras em muros ou paredes


Mar agitado:

  • evite a navegação e pesca

  • evite entrar no mar ou praticar esportes no mar

  • evite caminhar ou peda

Fonte: G1


Sem título-2-08.png