Sem título-2-08.png

Covid-19: SC recomenda que municípios apliquem 2ª dose de reforço em pessoas acima 60 anos

Orientação aos municípios catarinenses ocorreu após o Ministério da Saúde (MS) também orientar sobre a imunização.

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina (SES) informou nesta quinta-feira (19) que passou a recomendar a aplicação da segunda dose de reforço para idosos com 60 anos ou mais. A orientação aos municípios catarinenses ocorreu após o Ministério da Saúde (MS) também orientar sobre a imunização.


Com a decisão do governo federal, as cidades que tiverem doses disponíveis em estoque podem iniciar a aplicação imediatamente. A recomendação é que a vacinação seja iniciada da maior faixa etária para a menor, ou seja, começando pelos idosos com 69 anos, 68 anos e, assim, sucessivamente.


Em nota, a SES afirmou que a população deve verificar junto aos municípios as estratégias de vacinação adotadas. As vacinas utilizadas para a aplicação desta dose podem ser a Pfizer, a AstraZeneca ou a Janssen.


Desde o início de maio, a segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19 estava indicada apenas para idosos com 70 anos ou mais e idosos com 60 anos ou mais que vivem em instituições permanentes.


Intervalo

A segunda dose de reforço deve ser aplicada com um intervalo de 4 meses após a primeira dose de reforço. De acordo com o Ministério da Saúde, estudos mostram que a aplicação de mais uma dose de reforço aumenta em mais de cinco vezes a imunidade uma semana após a aplicação.

Situação da pandemia em SC

De acordo com o governo estadual, até quinta-feira (19), foram confirmados 1.720.501 casos de Covid-19 em Santa Catarina. Desse total, 21.808 morreram em decorrência da doença.


Segundo dados do vacinômetro SC, já foram aplicadas 14.669.898 doses de vacinas contra a Covid-19 no Estado. Um total de 6.605.758 moradores de Santa Catarina completaram o esquema total de vacinação, com três doses, o que representa 77,23% da população.


Fonte: G1

Sem título-2-08.png