Sem título-2-08.png
  • Redação

Criança é degolada e violentada por padrasto, que é morto em confronto em SC



Os sonhos de uma menina, de 7 anos, foram interrompidos pela violência doméstica do padrasto, de 41 anos, no início da noite desta segunda-feira (30), em Itajaí. A criança foi violentada sexualmente e, posteriormente, degolada pelo homem, que é servidor público municipal, como vingança pelo fim do relacionamento com a mãe da vítima, de 39 anos.


A menina completaria 8 anos no próximo dia 14 de junho. O homem foi morto em confronto com a GMI (Guarda Municipal de Itajaí).


Segundo a Polícia Militar de Santa Catarina, o homem utilizou uma faca de açougueiro para cometer o crime no bairro Espinheiros. Ele fugiu do local do crime para uma área de mata. Pouco tempo depois, o homem entrou em confronto com a GMI (Guarda Municipal de Itajaí) e acabou morto. Não há mais informações sobre a dinâmica da ação das forças de segurança.


De acordo com as informações preliminares, o acusado não aceitou o fim do relacionamento com a companheira e, como punição, esfaqueou a filha dela. O homem ainda cortou os dedos do outro filho da ex-companheira, de 16 anos, mas que aparentemente está estável.

A menina ainda foi socorrida até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Cordeiro, mas não resistiu aos ferimentos. Os profissionais de saúde confirmaram a violência sexual contra a menina, que também foi degolada.


Também de acordo com a PM, o acusado possui registros de ocorrência contra o pai das crianças que são vítimas, em 2017, por ameaça. Em 2019, o acusado ainda teria tirado uma foto com a menina sem roupa no colo e, por isso, também estaria respondendo por essa ação.


ND+



Sem título-2-08.png