Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Crianças ficam feridas após ataque de abelhas em escola de SC

Menino de 10 anos levou cerca de 40 picadas, segundo os bombeiros de Canoinhas, e foi encaminhado ao pronto atendimento.


Três crianças ficaram feridas após serem picadas por abelhas em uma escola de Canoinhas, no Norte catarinense, na tarde desta sexta-feira (24). De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, os insetos se agitaram quando estudantes se aproximaram do enxame, alojado em um tronco de árvore.


O acidente aconteceu por volta das 13h, em uma unidade de ensino no bairro Piedade.


De acordo com os socorristas, o caso mais grave foi de um menino de 10 anos, que foi picado aproximadamente 40 vezes e teve reação alérgica em todo o corpo. Apesar disso, segundo os bombeiros, ele estava consciente e foi levado à unidade de saúde com sinais vitais estáveis.


Outro garoto de 10 anos, com cerca de cinco picadas, e uma menina de 9, com três picadas, também foram encaminhados ao pronto atendimento. Eles estavam com sinais vitais normais.

Segundo o relatório do bombeiros, professores e outras crianças disseram que foram atingidos também, mas não precisaram de ajuda médica.


Os bombeiros retiraram as abelhas, que faziam parte de um enxame de passagem, segundo os socorristas, e orientaram alunos e profissionais sobre os cuidados em relação às abelhas.


O que fazer?

Ao se deparar com uma colmeia de abelhas em local urbano ou doméstico, é necessário entrar em contato com o órgão da prefeitura de sua cidade responsável pelo controle de zoonoses. Eliminar colmeias por conta própria é crime ambiental. Os insetos são silvestres, considerados importantes para a biodiversidade.


Em caso de ataque de abelhas, é preciso ligar imediatamente para os bombeiros e para o serviço médico local.


Fonte: G1

Sem título-2-08.png