Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Curso de tecnologia criado em Blumenau passa a beneficiar alunos de 72 cidades de SC



A primeira edição estadual do Programa Entra21 já mostra a que veio ao ampliar o acesso a treinamento gratuito na área de tecnologia da informação a jovens de 72 cidades de Santa Catarina. A iniciativa, que nasceu dentro do Blusoft, ultrapassou os limites de Blumenau e ganhou corpo ao ser abraçada por empresas, prefeituras e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), levando a capacitação a todas as regiões do Estado.

Números da edição deste ano foram apresentados na manhã desta quarta-feira (11) durante um evento em Blumenau que marcou oficialmente o lançamento da nova temporada do Entra21 – embora os alunos já tenham iniciado o curso. Ao menos 650 pessoas estão sendo beneficiadas. São 450 com aulas presenciais - nas cidades de Blumenau, Timbó, Florianópolis, Itajaí, Joinville, Criciúma e Chapecó - e outras 200 que as acompanham pela internet.


O alcance, no entanto, será maior no final das contas. Os 650 alunos com aulas monitoradas são um grupo pequeno perto dos 11 mil inscritos. Peneiras que incluíram análise de perfil e entrevistas individuais feitas por psicólogas limitaram o grupo de selecionados, mas quem ficou de fora poderá ter acesso ao conteúdo do programa em um formato pensado para o ensino a distância (EAD).


Segundo o empresário Sérgio Tomio, coordenador do Entra21, dos 11 mil candidatos, 8 mil completaram as fases iniciais do processo seletivo. Ele projeta que pelo menos 5 mil pessoas façam pelo menos um dos cursos disponíveis na plataforma EAD – um material de 300 horas focado em desenvolvimento de sistemas e mídias digitais que poderá ser acessado e revisitado a qualquer momento, mas sem contato com professores ou interação com outros estudantes.


Tomio torce para que ao menos mil dessas pessoas completem toda a formação, o que garantirá a elas peso semelhante de capacitação no âmbito do programa. Considerando todo esse contingente, o Entra21 teria potencial para chegar a alunos de 225 cidades, uma cobertura de 80% do Estado, mas que não deve parar por aí.


— Estamos prontos para escalar ainda mais — destacou Tomio na apresentação desta manhã.

Desde que foi criado, o Entra21 já formou mais de 5 mil pessoas, mas durante todo este tempo esteve limitado a Blumenau. Agora tem potencial para beneficiar o setor tecnológico de todo o Estado, que assim como várias atividades econômicas sofre com a oferta de mão de obra especializada.


Fonte: NSC Total

Sem título-2-08.png