Sem título-2-08.png

Falta de medicamentos em todo o país preocupa o Município

As compras e busca por fornecedores estão sendo monitoradas pela Central de Abastecimento Farmacêutico de Jaraguá do Sul


A alta demanda está causando falta de antibióticos e alguns medicamentos para síndromes respiratórias nas farmácias. O problema está na ausência de matéria-prima/insumos para a produção dos medicamentos, principalmente os pediátricos e este cenário está sendo observado no país inteiro.


Em Jaraguá do Sul não é diferente. Segundo o pediatra da rede, Dr. Rodrigo Ferreira, este ano os quadros respiratórios começaram mais cedo. Isso, de acordo com ele, está relacionado com o retorno das crianças à vida normal, depois de dois anos de isolamento. “Normalmente percebemos um aumento nas síndromes respiratórias no inverno, este ano está sendo diferente e a industria não estava preparada para a alta demanda fora de época. Outra questão é que muitos laboratórios farmacêuticos diminuíram a produção de alguns medicamentos, porque estes não estavam tendo procura em função da pandemia. Agora, com uma incidência maior de doenças infecciosas, concentradas em um mesmo período, estamos vendo essa dificuldade de abastecimento. Vai um tempo ainda até que ocorram os ajustes necessários de produção nas industrias”.


O pediatra explica, ainda, que devido à pandemia as crianças ficaram mais protegidas, não se expuseram tanto a outros vírus respiratórios, ficaram menos doentes mas, também, acabaram não adquirindo imunidade e com a volta à rotina normal estão adoecendo.


A Secretaria Municipal de Saúde de Jaraguá do Sul está atenta a esta questão. De acordo com o secretário Alceu Moretti, as compras e busca por fornecedores estão sendo monitoradas pela Central de Abastecimento Farmacêutico do município, assim como toda a equipe técnica orientada quanto à prescrição de medicamentos existentes na farmácia SUS.


Fonte: Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png