Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Florianópolis é a capital menos vulnerável à Covid-19 do Brasil

Capital também foi considerada a mais eficiente no enfrentamento à pandemia


Florianópolis foi considerada a capital com menor vulnerabilidade do país no Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM) à Covid-19, do Instituto Votorantim. O município também se destacou ao ficar em primeiro lugar no Índice de Eficiência no Enfrentamento à Pandemia (IEEP), entre as capitais.


Desde o início da pandemia, a Capital teve 140.294 casos de Covid-19 confirmados, 1.307 óbitos, resultando em um indíce de 271,61 confirmados por mil habitantes e 2,53 mortos por mil habitantes, segundo o Índice. O IVM da capital de SC foi 35,30, melhor que os dois anos anteriores, 2021 e 2020, nos quais obteve 29,96 e 34,43, respectivamente.


Para o cálculo, o IVM leva em consideração a população vulnerável, a economia local, a estrutura e organização do sistema de saúde, a capacidade fiscal da administração municipal e a capacidade municipal de resposta à crise de Covid-19. A categoria "população vulnerável" inclui idosos, pessoas cadastradas no Cad Único, pacientes internados por doenças snesíveis à Covid-19, a densidade demográfica e taxa de urbanização.


No IVM, as outras capitais ficam distantes de Florianópolis, com Curitiba em 15º lugar e Porto Alegre em 18º, com uma vulnerabilidade maior à doença. Em primeiro lugar na lista, considerando todos os municípios, está Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, com IVM de 72,86.


Pelo IEEP, Florianópolis foi considerada a capital mais eficaz no enfrentamento da pandemia. Entre as capitais da região Sul, Curitiba (PR) é a 7ª colocada e Porto Alegre (RS) vem logo em seguida, no 8º lugar.


No topo do ranking das cidades mais eficazes no enfrentamento da Covid-19, consideranto todos os municípios, ficou Paim Filho, no Rio Grande do Sul. Flor do Sertão também destacou-se como um bom exemplo em Santa Catarina.


O Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM) classifica todos os municípios brasileiros em relação ao seu grau de vulnerabilidade à pandemia. Já o Índice de Eficácia no Enfrentamento da Pandemia de Covid (IEEP) mensura o resultado das ações de cada cidade brasileira para combater o novo coronavírus. O objetivo é apoiar os municípios no gerenceamento e enfrentamento da crise sanitária.


Fonte: NSC

Sem título-2-08.png