Sem título-2-08.png
  • Gabriel Jr

Furb apresenta prévia de atualização do Plano Diretor de Corupá



Professores da FURB, instituição contratada para atualizar o Plano Diretor de Corupá, realizaram na manhã desta quarta-feira (3), na câmara de vereadores, a apresentação de uma prévia do documento que está sendo elaborado desde o dia 15 de junho.

O encontro contou com a presença de representantes da administração municipal, vereadores, Associação Empresarial e profissionais liberais interessados no assunto, como engenheiros e arquitetos.


Elaborada pela FURB em parceria com o setor de planejamento da prefeitura, a atualização do Plano Diretor de Corupá aprimora a legislação atual e o torna mais compreensível para o cidadão que deseja construir ou empreender no município.


De acordo com a professora, Carla Cíntia Back, coordenadora dos trabalhos, a quantidade de anexos no documento atual dificulta a interpretação até para os profissionais do setor de planejamento. “Tornamos o Plano mais simples, criamos algumas tabelas e sugerimos alguns ajustes que flexibilizam, por exemplo, a construção de pousadas e outros estabelecimentos do gênero na zona rural, que possam atender à demanda turística. Atualmente, o documento proíbe a oferta desses serviços que são estruturas importantes aos visitantes”, comentou.


A apresentação prévia do Plano Diretor, foi uma sugestão do prefeito de Corupá, Luiz Carlos Tamanini. Ele explica que a ideia é levar o documento ao conhecimento do maior número de pessoas, colhendo sugestões e facilitando na sua análise e aprovação pelo legislativo local.


“Nossa administração, é conduzida em parceria com a câmara de vereadores e à medida que repassamos todos os detalhes de forma antecipada, eles terão maior tempo para analisar e votar a matéria”, ponderou.


O próximo passo antes que a atualização do Plano Diretor seja encaminhada para apreciação na câmara de vereadores, será a convocação de uma audiência pública que deverá ocorrer no final deste mês. Vencida esta etapa e inseridas as sugestões, o documento é enviado ao legislativo, com a expectativa que seja votado ainda este ano.

Sem título-2-08.png