Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Impulsionadas pela Yakecan, rajadas de vento ultrapassam marca de 100 km/h em SC

Registros foram feitos pela Defesa Civil de Santa Catarina, que vem monitorando em tempo real o fenômeno


Nas últimas 12 horas, Siderópolis, município localizado na região Sul de Santa Catarina, registrou rajadas de vento a 107,6 km/h. Esta foi a única cidade a notificar ventos acima dos 100 km/h em todo o Estado, até o momento. A condição deve-se ao fenômeno subtropical Yakecan.


Conforme divulgado pela Defesa Civil, Urupema foi o segundo município de Santa Catarina a registrar as maiores rajadas de vento, com velocidade de 98,4 km/h. Logo atrás dela a cidade de Balneário Arroio da Silva, com rajadas a 76,1 km/h.


Confira a expressividade da condição em outros municípios do Estado:

São esperadas pequenas rajadas de até 65 km/h no Oeste, Meio-Oeste e Planalto Norte. Já nas regiões ao leste de Santa Catarina, as rajadas podem chegar em 90 km/h, atingindo valores pontuais acima de 100 km/h principalmente na Serra e no Litoral Sul.


Forte ventania causa tombamento de caminhão e arranca parada de ônibus


Na SC-390, em Bom Jardim da Serra, no início da madrugada desta quarta-feira, um caminhão, que estava parado na pista, tombou por conta da influência dos fortes ventos na região. O veículo estava estacionado ao lado do posto 21 da PRMv (Polícia Militar Rodoviária).

Por conta disso, caminhões baús e caminhões siders estão impossibilitados de trafegar na Serra do Rio do Rastro.


Até o momento, não há informações se alguém ficou ou não ferido devido ao acidente. A matéria tenta contato com a PMRv.


Enquanto isso, em Florianópolis, rajadas de ventos derrubaram um ponto de ônibus na rua desembargador Pedro Silva, localizada no bairro Coqueiros, na região continental da Capital, no início da noite desta terça-feira (17), de acordo com a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis).


Nenhuma outra ocorrência relacionada ao Yakecan foi registrada pelo Estado até o momento. Entretanto, nas próximas horas, o vento segue com tendência a ganhar intensidade, de acordo com a nota meteorológica emitida pela Defesa Civil.


Maré alta e ressaca


No momento, o Litoral catarinense sofre com a maré alta provocada pelos ventos. O mar, de acordo com Alexandre Vieira, gerente de operação e assistência na Defesa Civil de Florianópolis, está agitado, com chances para ressaca. São esperadas ondas com picos de até 5 metros na costa de Santa Catarina.


Ao longo do dia, o frio segue por todo o Estado, com mínimas abaixo dos 9°C e máximas de 19°C. Até o momento, somente Urupema e Bom Jardim da Serra registraram temperaturas de -1°C, de acordo com o Agroconnect, plataforma da Epagri/Ciram.


Por sua vez, o Grande Oeste, o Planalto Norte e a Grade Florianópolis Serrana marcaram mínimas de 3°C.


Fonte: ND+

Sem título-2-08.png