Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Joinville tenta empréstimo internacional de R$ 230 milhões



A prefeitura de Joinville deu largada neste mês na tentativa de contratar mais um empréstimo internacional. A carta-consulta apresentada no Ministério da Economia é sobre a viabilidade de financiar 43 milhões de euros junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Em cotação atual, a quantia se aproxima de R$ 230 milhões Eventual sinal verde permite avanço de novas etapas, com a própria agência e outras esferas da União, abrindo chance de assinatura do contrato em 2023.


A Águas de Joinville, em processo mais adiantado – já com aval do governo federal – está tentando buscar 45 milhões de euros também junto à AFD. Os recursos, se liberados, serão usados em investimentos em ampliação da rede de tratamento de esgoto e na produção e distribuição de água. Ainda não há previsão da data de assinatura do contrato.


Como a contratação do novo financiamento ainda está em fase preliminar, a prefeitura trabalha apenas com setores de utilização dos recursos: se autorizado, o recurso será usado em obras de infraestrutura, mobilidade e habitação. Nas próximas etapas, os investimentos terão de ser mais bem detalhados.


O governo Adriano Silva está contratando empréstimo de R$ 200 milhões com o Banco do Brasil para obras de mobilidade, de pavimentação e de novas pontes. O contrato está perto de ser assinado – na última atualização, havia necessidade de envio de certidões, já solicitadas, pelo Tribunal de Contas do Estado. Joinville tem contratos de US$ 70 milhões com o BID (macrodrenagem do rio Itaum e microdrenagem no Vila Nova) e de US$ 40 milhões com o Fonplata (Ponte Joinville).


Fonte: NSC

Sem título-2-08.png