Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Motoboys protestam e buscam isenção do estacionamento rotativo em Jaraguá do Sul

Um grupo de cerca de 50 motoboys realizaram um protesto na frente da Prefeitura de Jaraguá do Sul.


O ato realizado na tarde desta quinta-feira (12) busca a isenção da cobrança dos motociclistas no estacionamento rotativo no município.


A polêmica começou logo após o anúncio da empresa que vai operar o sistema a partir do dia 16 de maio.

O número de vagas dos motociclistas aumentou de 244 para 413, um acréscimo de 69%.

Porém, o pagamento nas áreas exclusivas começou a ser exigido para os condutores de motocicletas, o que antes era gratuito.


O líder do grupo Motoboys Particulares de Jaraguá do Sul, Márcio lemos Schramm, de 43 anos, afirma que os entregadores já levaram a discussão para a Câmara de Vereadores.


No Legislativo, os motoentregadores buscaram o apoio para o não pagamento da taxa de estacionamento, pois o tempo de tolerância de 15 minutos é insuficiente para eles.


“Para quem trabalha por aplicativo, a espera chega a ser de 40 minutos para o estabelecimento liberar o pedido. Se você ficar esperando, vai ter que pagar o estacionamento, mesmo com os 15 minutos de tolerância. Isso fica inviável para os motoboys. A gente quer isenção total para poder prestar esse serviço para a sociedade e gerar renda”, frisa.


Schramm relata que a cobrança do estacionamento pode colocar em risco a categoria.


Ele destaca que os motoboys vão precisar repassar esse custo para o valor cobrado pelo serviço. Tornando mais caro o serviço, empresas que dependem das entregas podem enfrentar dificuldades.


“Se você cobrar R$ 15 por uma entrega no Centro, não vai ter mais entrega. Então, o comércio vai começar a quebrar e aí nós quebramos a cidade. Nós conseguimos uma reunião na CDL para esta sexta, às 10h, para chegar a um consenso nessa questão. Agora, queremos falar com o prefeito para um parecer da parte dele. A nossa ideia é fazer com que o problema seja resolvido e todo mundo ganhe”, pondera.

Os motoboys saíram da Prefeitura sem conseguir falar com o prefeito Jair Franzner.

Franzner estava cumprindo agenda fora do Centro Administrativo Municipal.


Valores antigos:


30 min: R$ 1,00

60 min: R$ 1,50

90 min: R$ 2,00

120 min: R$ 2,50


Novos valores:


30 min: R$ 2,00 - aumento de 100%

60 min: R$ 2,50 – aumento de 66,66%

90 min: R$ 3,00 – aumento de 50%

120 min: R$ 3,50 – aumento de 40%


Fonte: OCP News

Sem título-2-08.png