Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

MPSC denuncia dupla que matou a tiros um homem enquanto caminhava em Jaraguá do Sul



A 4ª Promotoria de Justiça de Jaraguá do Sul denunciou dois homens por homicídio duplamente qualificado - motivo fútil e recurso que impediu a defesa da vítima - pela morte de William Martins Moreira, ocorrida no primeiro semestre de 2022.


O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) pede que eles sejam julgados pelo Tribunal do Júri. A denúncia foi recebida pela Vara Criminal de Jaraguá do Sul nesta terça-feira (18). A partir de agora, os denunciados são réus na ação penal pública.


No dia 15 de abril, próximo das 22h56, na Servidão 325, no bairro Centenário, dois homens em uma moto se aproximaram de William Martins Moreira e efetuaram quatro tiros.


A denúncia aponta que os réus avistaram a vítima caminhando pela via. O carona da motocicleta, de posse de um revólver, fez diversos disparos em regiões vitais, como peito e cabeça do ofendido, causando sua morte no local do crime.


De acordo com a instrução processual, o fato que motivou o crime contra Wiliam foi um desentendimento com William anterior durante uma partida de futebol.


Para o Promotor de Justiça, André Teixeira Milioli, da 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Jaraguá do Sul, "os denunciados planejaram a morte em razão de pequenas desavenças pessoais. Ao agir desta maneira, entende-se que o motivo do crime foi fútil. Não obstante ao se aproximarem de forma abrupta da vítima realizando os disparos, impediram a defesa da vítima".


Na ação penal, o MPSC requer que os supostos autores do crime sejam julgados por homicídio com duas qualificadoras (motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima).

Sem título-2-08.png