Sem título-2-08.png
  • Redação

Mulher assassinada era agente comunitária de saúde em Jaraguá; companheiro se entregou na delegacia



O terceiro homicídio de 2022 em Jaraguá do Sul, chamou a atenção na manhã desta sexta-feira (12). Aurea Schölemberg Wachholz foi espancada e encontrada pela própria filha, uma adolescente de 15 anos, dentro de casa, no bairro Amizade.


O crime aconteceu por volta das 6h, na Rua José Scheuer, bairro Amizade, e o marido de Aurea fugiu após o crime. Vizinhos relataram aos policiais que ouviram uma briga entre o casal e o homem foi visto saindo de casa.


A adolescente contou à polícia que a porta do quarto da mãe estava trancada e viu o pai saindo de carro. Ao verificar, ela viu a mãe caída, já sem os sinais vitais. Aurea chegou a ser socorrida e passou por manobras de reanimação, mas não resistiu e morreu no local.


A mulher, que tinha 43 anos, era agente comunitária de saúde e, nas redes sociais, o Sinsep (Sindicato dos Servidores Públicos de Jaraguá do Sul e Região) lamentou a morte da servidora.

"Em pleno "Agosto Lilás", uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, e ao celebrarmos os 16 anos da Lei Maria da Penha, instrumento de luta por uma vida livre de violência, esse fato nos deixa a todos(as) consternados e indignados. Exigimos das autoridades a imediata apuração do crime e a prisão do responsável", escreveu.

Após fugir, o companheiro de Áurea se apresentou à polícia na delegacia e será preso em flagrante.

Sem título-2-08.png