Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Navio com suspeita de varíola dos macacos na tripulação passa por desinfecção

Embarcação poderá operar após a conclusão do procedimento, sem a necessidade de aguardar os resultados das amostras dos 19 tripulantes a bordo



O navio MV Captain, impedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de atracar no Porto de Santos por suspeita de casos de varíola dos macacos entre os tripulantes, passará por uma desinfecção.


Em nota enviada à CNN, a Anvisa informa que a embarcação foi inspecionada nesta segunda-feira (8) em ação da agência em parceria com a vigilância epidemiológica local para avaliação da situação de saúde a bordo.


Para a realização do procedimento, o navio atracou no porto – antes, o MV Captain não tinha autorização para atracar ou operar.


A ação aconteceu após o relato de três suspeitas de monkeypox. “Após avaliação de todos os 19 tripulantes a bordo, foi determinada a limpeza e a desinfecção da embarcação”, diz comunicado da Anvisa.


Segundo a autarquia, o navio poderá operar após a conclusão da desinfeção, sem a necessidade de aguardar os resultados das amostras encaminhadas ao laboratório de referência.


“O protocolo vigente não prevê indicação de quarentena para embarcações com casos de monkeypox. A divulgação de resultados laboratoriais e situação de todos os casos suspeitos é de responsabilidade da Vigilância Epidemiológica local”, acrescenta nota.


Fonte: CNN Brasil


Sem título-2-08.png