Sem título-2-08.png

Prefeito entrega Ordem de Serviço para revitalização da Praça Ângelo Piazera



Obra dará nova cara à região central de Jaraguá do Sul. Empresa terá 12 meses para executar os trabalhos


O prefeito de Jaraguá do Sul, Jair Franzner, entregou na manhã desta sexta-feira (29), a Ordem de Serviço para a empresa Paleta Engenharia e Construções Ltda. executar a requalificação da Praça Ângelo Piazera. O projeto compreende 5,2 mil metros quadrados de intervenção paisagística e outros 640 metros quadrados de reforma e ampliação em alvenaria. O prazo para execução das obras é de 360 dias e o investimento será de R$ 9.231.178,68. De acordo com o projeto, a obra será executada em duas etapas, sendo uma na frente do Museu Histórico Emílio da Silva e a outra que abrangerá os fundos do Museu.


Presente no ato da assinatura a presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Vergimari Pires, disse que a entidade só tem a agradecer a iniciativa do Município. “Há anos o comércio vinha pedindo por este projeto que vai valorizar ainda mais aquela área. Não faltarão motivos para atrair as pessoas ao Centro, com lazer, alimentação, espaço para eventos culturais, convidando as pessoas a saírem de casa”, enfatizou a dirigente lojista.


Já o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Daniel Arruda, mencionou que a requalificação da Praça Ângelo Piazera é de extrema importância para fortalecer ainda mais a região central, oferecendo mais um atrativo turístico ao município. A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Natália Lúcia Petry, enfatizou que a assinatura da Ordem de Serviço pode ser considerada um momento histórico, pois desde 2017 a gestão municipal planejava esta melhoria. “Com essas mudanças, a nova Praça Ângelo Piazera terá mais espaço de convivência, atraindo ainda mais pessoas”, comentou. Ela destacou ainda que este projeto prevê a readequação de uma antiga quadra de esportes, que se transformou numa pista de skate. “Vamos construir uma estrutura adequada para o skate no Parque da Arena, para contemplar as pessoas que praticam este esporte”, acrescenta a secretária.


O representante da construtora, Ronaldo Aparecido de Azevedo, disse que a empresa tem 45 anos de atividades e que é especializada neste tipo de obra, mencionando uma parque construído na capital do Pará, num espaço de 58 mil metros quadrados. “Foi uma obra semelhante a esta. Esperamos cumprir os prazos e executar a requalificação com a qualidade que a população de Jaraguá do Sul merece”, resumiu Azevedo.


Toda a obra será feita com recursos próprios do Município, conforme explicou o secretário de Administração, Douglas Antônio Conceição, sendo que até mesmo o projeto foi elaborado internamente, pela arquiteta Graziela Bortolini e equipe da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo. Já o prefeito de Jaraguá do Sul, Jair Franzner, agradeceu o empenho de toda a equipe técnica da Prefeitura e outros servidores envolvidos neste trabalho. “Está sendo iniciada mais uma obra esperada e merecida para Jaraguá do Sul. É uma de muitas que ainda temos pela frente”, enfatizou, desejando sucesso à empresa para que consiga cumprir o que está previsto no contrato.


A PRAÇA ÂNGELO PIAZERA

Instituída na região central da cidade, a partir da construção do edifício da antiga Prefeitura em 1941, hoje Museu Emílio da Silva, a Praça Ângelo Piazera está atualmente dividida em duas áreas, denominadas de Praça Histórica, em frente a fachada principal do Museu e, Praça Contemporânea, aos fundos do referido edifício.

A Praça Histórica é o jardim do Museu Emílio da Silva e a “sala de estar” da cidade. No centro da convergência dos caminhos, o busto de Emílio Carlos Jourdan é destaque e reforça, associado aos outros monumentos, a característica de contemplação da história, de observar e se interessar pelo passado da cidade, como uma extensão do acervo do museu.


AS MUDANÇAS NA PRAÇA HISTÓRICA

Na Praça Histórica o objetivo é valorizar os monumentos e preservar a simetria do paisagismo original.

- Acesso demarcado ao Marco Zero, restauração da Rosa dos Ventos e modernização dos totens de identificação dos símbolos nos pontos cardeais.

- Acesso e paisagismo de destaque para a efígie de Ângelo Piazera sobre bloco de mármore.

- Gazebo em substituição ao antigo chafariz.

- Museu Emílio da Silva com rampas e escada nova no acesso principal.

- Os letreiros com os dizeres “Eu Amo Jaraguá do Sul” se tornam monumentos, reforçam a identidade entre moradores, turistas e o local. Incentivam a publicação de pontos turísticos do município e as pessoas a divulgarem fotos da cidade.

- Nivelamento do acesso de veículos para garantir acessibilidade ao pedestre.

- Vagas exclusivas para funcionários e de carga e descarga.

- Totens de fornecimento de água e energia para ocupação eventual de foodtruck.

- A proposta de requalificação utiliza um perfil contemporâneo para agregar diversas funções para diferentes grupos de pessoas, enfatizando a característica de ponto de encontro deste local.


PRAÇA CONTEMPORÂNEA

A ideia é criar novos fluxos a partir dos pontos de interesse, com mobiliários que proporcionam um lanche na praça, uma partida de jogo, um bate papo ou somente um descanso na sombra.

- Reforma do edifício existente para uso comercial e gastronômico, com inserção de mesas e bistrôs na área externa.

- Área de convivência

- O novo playground terá piso emborrachado para atenuar o impacto e brinquedos inovadores.

- A pintura do muro representa a paisagem dos morros que se avistam da praça com agarras para escalada até meia altura.

- Sombreamento artificial com elementos de cinco metros de altura para garantir conforto térmico e permeabilidade na circulação.

- Mobiliários agrupados em diversas configurações para permitir o descanso e convívio entre pessoas.

- Sombreiro metálico

- Palco – Anfiteatro

- Bancos em nível inferior em frente ao palco e pergolado com balanços para adultos que proporcionam formas distintas de usufruir a praça.

- Diversas atividades

- Inserção de equipamentos de calistenia para continuidade às práticas esportivas comuns na área central: como corridas, caminhadas e pedaladas.

- Fontes interativas musicais e iluminadas em espaço protegido para diversão das crianças e para espetáculos com água

- Acesso pela ciclovia - acesso à sala de equipamentos

- Espaço Gastronômico - Circulação - Simulação da iluminação


DADOS TÉCNICOS

Área total do terreno 6.738,70 m²

Área existente (Museu) 1.119,18 m²

Área a reformar (Antiga choperia) 552,63 m²

Área a construir 339,43 m²

Área de piso pavimentado 5.437,92 m²

Área playground 275 m²

Área canteiros 1.303,76 m²

Árvores existentes 2 palmeiras + 11 árvores

Árvores a retirar 3 árvores + 20 palmeiras

Árvores novas 15 árvores + 18 palmeiras

Supressão de 30 vagas internas de estacionamento;

Determinação de 09 vagas internas de uso exclusivo para uso do museu e do espaço gastronômico;

Vaga exclusiva para ônibus na via com foco na visitação do museu;

6 vagas de automóvel recuperadas no lado esquerdo da via (quando alterado o alinhamento das vagas);

5 novas vagas para moto no lado esquerdo da via (quando alterado o alinhamento das vagas).

16 Bicicletários

40 Bancos

22 Lixeiras

2 Bebedouros

4 Mesas de lanche

7 Mesas bistrô (04 banquetas para cada mesa)

11 Postes de iluminação LED

Totens de abastecimento de água e/ou energia para eventos, manutenção e iluminação natalina.

Geração de energia fotovoltaica na cobertura do espaço gastronômico.


Fonte: Prefeitura de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png