Sem título-2-08.png
  • Gabriel Jr

Prefeitura de Corupá reúne moradores do bairro Pedra D´Amolar



O prefeito de Corupá, Luiz Carlos Tamanini, acompanhado do vice-prefeito, Claudio Finta, vereadores e técnicos da administração municipal, se reuniu ontem (18), à noite, com os moradores de Pedra D’Amolar, quando apresentou o projeto de pavimentação da via principal do bairro, numa extensão de aproximadamente 2 mil metros, alcançado a conhecida “Ponte do Parey”, num investimento de R$ 2,3 milhões, fora a contrapartida da prefeitura.


Para viabilizar a obra, além da adesão de pelo menos 70% dos proprietários dos imóveis, como contrapartida, a prefeitura fará a sub-base, mais a drenagem com a implantação de tubos e construção dos bueiros, além de recursos de emendas parlamentares apresentadas pelos deputados Darci de Matos (PSD - R$ 100 mil), Carlos Chiodini (MDB), Fábio Schiochet (PSL) e Vicente Caropreso (PSDB), R$ 500 mil cada.


Pelo Programa de pavimentação comunitária Nossa Rua, no caso específico dos moradores do bairro Pedra D’Amolar, pagarão R$ 70,00 o metro quadrado. Os valores, serão

negociados diretamente com a empresa vencedora da licitação e podem ser parcelados em até 24 vezes. Proprietários de um único imóvel e renda familiar de até 2 salários mínimos ficam isentos, assim como os imóveis em áreas de preservação permanente. Além disso, aqueles que moram numa propriedade rural e vivem exclusivamente da produção agrícola, terão um abatimento de até 80%. Estes custos, serão bancados pela prefeitura.


“Hoje, entregamos os termos de pré-adesão e esperamos contar com esta importante parceria dos moradores, para realizar a pavimentação asfáltica que é um sonho antigo desta comunidade. Aproveito para agradecer aos nossos vereadores, que aprovaram o projeto de pavimentação comunitária que enviamos à câmara. Sem esta parceria com o legislativo e com os deputados que nos proporcionaram parte dos recursos, não seria possível”, disse o prefeito Luiz Carlos Tamanini.


Ele informa que na próxima quarta-feira (24), um servidor da prefeitura estará realizando o recolhimento do documento que deverá ser entregue na Finta Plantas Ornamentais e havendo a adesão de 70%, a obra já será licitada. A expectativa, superadas as questões burocráticas, é que a pavimentação comece até março do ano que vem.


Moradores do Pedra D’Amolar destacam a importância da pavimentação


“Só de não ter mais poeira, já é uma grande conquista. Quantas pessoas idosas moram nesse trecho e sofrem diariamente com esse problema. Quando meu avô era vivo, ele sentia muito e sempre sonhou ter esta rua asfaltada”, disse Rosane Marquardt Finta, que reside na Rua Pedra D’Amolar.


Quem também ficou entusiasmado com o projeto de pavimentação, foi Vitalício Andreghetoni. Embora não more no local, ele tem uma propriedade herdada na via e sabe o quanto as pessoas sofrem. “Vejo como uma grande benfeitoria e melhora a vida das pessoas. Não teremos mais pó e nem lama e valoriza muito as propriedades. Espero que o asfalto chegue logo também na Guilherme Melchert, onde moro”, ressaltou. Esta rua, assim como a Waldemar Werner, no bairro Seminário, estão projetadas para serem asfaltadas no primeiro semestre de 2022.


O empresário Roland Behling, que possui uma chácara às margens da Rua Pedra D’Amolar, foi outro que comemorou a realização da obra. “Beneficia muito os moradores. Não moro aqui, mas passo quase todos os dias e sou 100% a favor. Se dependesse de mim, a obra começava amanhã”, afirmou.


Para esta sexta-feira (19), estão programadas reuniões com os moradores da Rua Lino Weidner (Bairro Ano Bom), às 18h30, na empresa JMD, e pouco tempo depois, às 19h30, na Escola José Pasqualini, o encontro será com os moradores da Rua Padre Anselmo Schmitter, no Bairro João Tozini, lateral do Supermercado Rancho Bom.


“Estamos programando mais reuniões com moradores de outras ruas que se houver adesão, também serão pavimentadas”, disse Luiz Carlos Tamanini.

Posts recentes

Ver tudo
Sem título-2-08.png