Sem título-2-08.png
  • Redação

Prefeitura e Câmara divulgam nota de repúdio após Jean Wyllys comparar Schützenfest com Nazismo



O ex-deputado federal Jean Wyllys fez duras críticas à Schützenfest de Jaraguá do Sul e chegou a comparar o evento ao Nazismo. O comentário foi feito em uma rede social na tarde desta quarta-feira (27).


Wyllys usou uma imagem de divulgação da Festa do Tiro e publicou a seguinte afirmação:

"A estética da propaganda nazista alemã para promover uma "festa de atiradores" em região do Brasil para onde fugiram muitos dos nazistas alemães para não pagarem por seus crimes".

A postagem de Wyllys repercutiu negativamente na cidade e a Prefeitura, a Câmara, além de lideranças políticas se manifestaram.



NOTA DA PREFEITURA DE JARAGUÁ DO SUL


O Município de Jaraguá do Sul lamenta profundamente a manifestação preconceituosa do ex-deputado federal Jean Wyllys, em rede social, sobre a Schützenfest, uma das festas mais tradicionais da nossa região. Manifestação esta, certamente, por não conhecer a festa ou não ter interesse em buscar informações sobre as tradições trazidas pelos colonizadores, enfatizando a gastronomia, a música, a dança, mantidas com muito esforço pelos membros das Sociedades de Tiro do Vale do Itapocu e Prefeitura de Jaraguá do Sul.


A Schützenfest é um orgulho cultural para a nossa cidade e para o Estado de Santa Catarina, reunindo milhares de famílias todos os anos, que festejam a cultura germânica.


Ao se manifestar preconceituosamente contra a festa o ex-parlamentar tenta desonrar uma das regiões mais prósperas de Santa Catarina e do Sul do Brasil, onde os índices de segurança e qualidade de vida estão entre os maiores do País, sendo exemplo para toda a Nação.


A Schützenfest continuará sendo nosso patrimônio e orgulho cultural.


Viva a Schützenfest!



NOTA DA CÂMARA


A Câmara Municipal de Jaraguá do Sul vem a público manifestar sua indignação e repúdio às declarações ofensivas, inverídicas e discriminatórias, publicadas no perfil do Twitter do ex-deputado Jean Wyllys, que fazem referência à Schützenfest, a maior festa de atiradores do Brasil, tradicionalmente realizada na nossa cidade.


Capitaneada por uma Comissão Organizadora extremamente competente e qualificada, a Schützenfest conta atualmente com a participação de 17 (dezessete) Sociedades de tiro, desvinculadas de qualquer ideologia política. Trata-se, portanto, de um grande evento social, voltado ao entretenimento familiar, que recebe, a cada edição, um número maior de visitantes, brasileiros e estrangeiros, de todas as etnias, raças e preferências políticas, sem qualquer distinção.


Afirmações mentirosas como estas midiaticamente veiculadas pelo ex-deputado, que pretendem associar a imagem e a conduta do povo jaraguaense aos nazistas alemães refugiados, provedores de injustiças e violência, merecem ser veementemente repudiadas por toda sociedade.


Jaraguá do Sul é destaque em Segurança Pública, em Cordialidade e Educação - educação aqui trazida no mais amplo sentido da palavra. Seu povo ordeiro e trabalhador, não faz por merecer tamanho desrespeito de alguém que, possivelmente, por aqui nunca esteve. Estamos atentos aos acontecimentos e seremos intolerantes a práticas como esta, pois enquanto representantes dos interesses da população, temos o dever de zelar pelo bem-estar e pela reputação de todos os jaraguaenses.


Jair Pedri,

Presidente da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul



Nota da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer


Não é só lamentável, mas também triste, ver que um cidadão que se diz jornalista, doutorando em Ciência Política por Universidade europeia e que ocupa o cargo de Professor na Universidade Federal da Bahia, desconheça o princípio básico da ética, qual seja o de conhecer o mínimo sobre o assunto ou fato, antes de emitir um comentário.


Desconhece ele que os colonos alemães que desbravaram essas terras e trouxeram a tradição das sociedades de tiro, as danças e culinária típicas, aqui chegaram em 1906, ou seja, quarenta anos antes do triste episódio da 2ª Guerra Mundial.


Adolf Hitler, símbolo maior do nazismo, sequer era alemão, mas um austríaco nascido na cidade de Braunnau am Inn.


Portanto a estética da Schûtzenfest, a tradição das Sociedades de Tiro, a culinária, os trajes típicos da nossa festa, seguem a estética puramente alemã, da qual nos enchemos de orgulho.


Orgulhosos também somos, por provarmos para o Brasil e para o mundo, que uma cidade que tem a maior festa de atiradores fora da Alemanha, também ostenta o título de uma das cidades mais seguras do país.


E isso, nada tem a ver com a roupa ou com a estética de um cartaz que divulga nossa maior festa típica, comemorada há mais de 30 anos. Tem a ver com o caráter de um povo ordeiro, trabalhador e que honra suas tradições.


Um povo sem os alicerces da sua história e da sua tradição, é comparável à construção sem alicerce.


Assim sendo, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer repudia o comentário descabido feito por um cidadão desprovido de qualquer conhecimento sobre o assunto.


Professora Natália Lúcia Petry

Secretária de Cultura, Esporte e Lazer de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png