Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Queda de barreira, aulas canceladas e falta de luz: ciclone causa transtornos no Norte de SC



A chuva intensa e volumosa causada pelo ciclone extratropical que passa por Santa Catarina causa estragos na região Norte do Estado. Diversas ocorrências relacionadas à chuva e ao vento foram registradas entre a noite de terça-feira (9) e a madrugada desta quarta (10).


Uma das situações mais alarmantes está na SC-108, em trecho que liga Guaramirim a Massaranduba, no km 56, onde uma queda de barreira interdita parte da rodovia. Um caminhão chegou a bater no material e, na manhã desta quarta, máquinas trabalham no local para retirar o barro da pista.


Na mesma região, em Jaraguá do Sul, uma árvore caiu sobre a rede elétrica e também causou transtornos. Segundo Osvaldo Gonçalves, coordenador regional da Defesa Civil, o alerta é para ventos fortes nas próximas horas na região.


"O alerta é de que nas próximas cinco horas a região seja acometida por ventos fortes, de até 80 km/h. Acima de 50 km/h já causa dano, destelhamento, retirada de outdoor. Estruturas frágeis poderão ser arremessadas ou derrubadas devido a quantidade de vento", destaca.


Em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte, houve pontos de alagamento no bairro Costeira e queda de galhos sobre a SC-415. Mais de 4 mil unidades consumidoras estão sem energia na cidade. Em Barra Velha, as aulas foram suspensas nesta quarta por causa do mau tempo.


Já em Joinville, ruas da região central ficaram alagadas na noite de terça-feira. Na Vila Cubatão, a água invadiu uma casa e, no Boa Vista, houve deslizamento de terra. Não há registro de feridos.


Também na cidade, parte do teto de gesso e do reboco do prédio onde fica o Samu cedeu devido a uma infiltração. A Defesa Civil deve fazer uma vistoria técnica no local nesta quarta.


Joinville registra maior acumulado de chuva na região


Entre o fim da tarde de terça e o início da manhã desta quarta, Joinville registrou 89,8 milímetros de chuva, o maior acumulado na região nas últimas 12 horas. Já nas últimas seis horas, Guaramirim e Schroeder registraram o maior volume de chuva.


De acordo com a Defesa Civil, a chuva deve continuar volumosa e persistente durante toda a quarta, com acumulados previstos entre 100 e 250 milímetros na região Norte. O risco para alagamentos, deslizamentos, enxurradas e inundações é muito alto.

Sem título-2-08.png