Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Rede Municipal de Ensino inicia projeto inédito que integra Educação e Arte

Em 2022 cerca de 1.200 alunos da Rede Municipal de Ensino serão atendidos pelo Projeto de Oficinas Artísticas na Scar



Nesta semana, na Scar, alunos de escolas da rede municipal de educação, juntamente com suas famílias, professores e diretores tiveram a oportunidade de vivenciar algo inédito até então: compartilhar experiências e aprendizados através da arte.


Por meio do Projeto de Oficinas Artísticas na Scar – uma parceria entre a entidade e a Secretaria Municipal de Educação – centenas de estudantes de escolas municipais estão tendo a chance da experimentação nas quatro linguagens artísticas: artes visuais, teatro, música e dança. As aulas ocorrem em ciclos de nove semanas para cada unidade escolar. Serão três ciclos neste ano. Nesta primeira etapa 400 alunos participaram. A previsão é de atender 1.200 estudantes até dezembro.


Na segunda-feira (18), começou a etapa de apresentação dos primeiros trabalhos desenvolvidos nas oficinas. Um momento de muita emoção para todos que acompanharam. Os alunos da Escola Municipal de Educação Básica Machado de Assis, do bairro João Pessoa, por exemplo, apresentaram desde audiovisual até peça de teatro e dança. Os trabalhos surpreenderam pela qualidade e criatividade. A diretora Executiva da Scar, Edilma Lemanhê, ressaltou a importância do Projeto de Oficinas e o quanto a iniciativa está fazendo a diferença nas comunidades. “Aqui eles conseguem vivenciar a arte e nós sabemos que a arte e a educação proporcionam ao indivíduo um desenvolvimento melhor. Eles estão aqui para um projeto que foi construído para eles. Educação e arte se completam e devem caminhar juntas”.


O objetivo do ensino da arte na educação básica é propiciar o desenvolvimento das capacidades criativa, reflexiva e crítica, bem como o aprendizado estético e sensível e, para que isso aconteça, os estudantes devem conhecer as técnicas das diferentes linguagens artísticas, conhecer a história da arte e os diferentes momentos políticos e sociais em que a arte está inserida, isso favorece o exercício da criatividade e proporciona descobrir maneiras de representar e expressar seus sentimentos. Para a secretária de Educação, Ivana Atanásio Dias "os projetos da Secretaria da Educação com seus parceiros, dentre eles a Scar, focam justamente no que cada entidade pode nos oferecer de melhor, porque sim, a educação formal curricular, que é o nosso foco, perpassa também pela arte, tecnologia, esporte, protagonismo, mas absolutamente tudo contextualizado, planejado nas diretrizes educacionais".


As aulas são predominantemente práticas, oportunizando aos alunos o contato e a vivência com diversas linguagens artísticas, estimulando a expressão por meio delas, o desenvolvimento de novas habilidades e uma leitura do mundo sob a perspectiva das artes. As práticas oferecidas estimulam a criatividade, propondo aos alunos a criação de obras, esculturas, objetos, desenhos, pinturas, textos, músicas, coreografias, peças de teatro, entre outros. O processo criativo da arte ocorre a partir da percepção, com o objetivo de expressar emoções e ideias, imprimindo e materializando um significado único e diferente para cada obra.


Organização do projeto


As atividades estão sendo desenvolvidas no contraturno escolar possibilitando o compartilhamento de saberes e de produções entre os alunos, juntamente com professores especialistas nas modalidades artísticas oferecidas. Amplia-se, desta forma, o aprendizado do aluno contribuindo com a formação integral, promovendo aprendizagens sintonizadas com as necessidades, as possibilidades e os interesses dos estudantes. Isso supõe considerar as diferentes infâncias e juventudes, as diversas culturas juvenis e seu potencial criativo. O curso será oferecido no decorrer do ano letivo em três ciclos, terá duração de nove semanas e atenderá um conjunto diferente de unidades escolares. Assim, ao término de um ano letivo, serão ofertados três ciclos do curso que atenderão todas as unidades escolares que possuem alunos matriculados nos anos finais do Ensino Fundamental.


Em cada ciclo, serão formadas 10 turmas (5 turmas no período matutino e 5 no período vespertino) com capacidade de atendimento de 40 alunos em cada período, totalizando 400 alunos por ciclo e 1.200 durante o ano letivo. O transporte dos alunos no trajeto unidade escolar-SCAR-unidade escolar será oferecido pela Semed, bem como o almoço nos dias de curso. O lanche durante o curso será ofertado pela SCAR.


Fonte: Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png