Sem título-2-08.png

Setor de turismo fomenta debate sobre inovação, tecnologia e retomada

Evento Encatho & Exprotel, que encerra programação nesta quinta-feira (28), em Florianópolis, discute as principais tendências do segmento para valorizar e ampliar as potencialidades de Santa Catarina


Encerra nesta quinta-feira (28) a programação da 33ª edição do Encatho & Exprotel, evento que discute temas como a inovação e o uso da tecnologia no setor de turismo e debate os desafios da retomada pós-crise da Covid-19.


A expectativa da Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), entidade organizadora do evento, é bater seu próprio recorde de público, recebendo mais de 3 mil pessoas na edição deste ano.


Entre os fatores que aumentaram a participação do trade turístico no evento estão as mudanças provocadas pela pandemia. Os profissionais estão em busca de atualização e não precisam mais sair do Estado para isso.


“O turista quer que as mudanças de hábito adquiridas na pandemia continuem. As empresas estão mostrando aqui como é possível otimizar esse processo reduzindo custos. Além disso, estão conhecendo as inovações tecnológicas, como as que permitem checkin e checkout sem contato humano”, ressaltou o presidente da Abih, Rui Schürmann.


Em três dias, a edição de 2022 do Encatho & Exprotel oferece 15 palestras, reúne entidades do setor e se consolida como ponto de encontro não só de empresas, entidades e associações, como do poder público. Schürmann disse que está se surpreendendo com os números de 2022 e que espera um verão excepcional.


Ele também falou sobre a importância da qualificação no setor hoteleiro no pós-pandemia e que, no período de dificuldade, o setor demitiu bastante. Com a retomada, foi preciso readmitir, porém, há dificuldade para preencher os postos com mão de obra qualificada.

“Nosso Estado vive um momento difícil de contratação. Todos os segmentos reclamam. Esse evento que proporcionamos é, também, para qualificação. Muitos hoteleiros mandaram grande parte da sua equipe para buscar novos conhecimentos aqui”, frisou Schürmann.


Conhecimento como ferramenta poderosa


Como em todos os segmentos profissionais, é vital que toda a equipe esteja preparada para prestar o melhor serviço ao hóspede e espelhar a cultura de atendimento do hotel. E a maneira de atingir esse objetivo é o conhecimento.


Com entrada gratuita, teve início ontem uma extensa programação de palestras e painéis para auxiliar empresários e profissionais das diversas áreas do turismo a conhecer novas tecnologias, realizar networking e qualificar a mão de obra para o atual momento.


Raphael Busato, especialista em A&B e Satisfação dos Hóspedes, falou sobre a importância desse setor na composição da receita do hotel, e de como ele pode atrair e fidelizar clientes. Na sua avaliação, nesta fase pós-pandemia, o setor de A&B (de alimentos e bebidas) desempenhará papel fundamental, agora com os hotéis totalmente abertos.


“É importante discutir como o A&B vai se comportar, como dever ser a estrutura, e como passar experiência para essa equipe, e como buscar as melhores tecnologias para trazer excelência para esse setor”, explica o especialista.


Para o especialista, treinar a equipe, automatizar processos e investir em tecnologias que aumentam a eficiência e geram mais lucratividade são passos fundamentais na operação. Além disso, o gestor deve abusar de técnicas que despertem o desejo e as sensações do seu hóspede, através de aromas, experiências e sabores, fazendo com que ele se sinta extremamente à vontade para consumir seus produtos.


Programação desta quinta-feira (28) do Encatho & Exprotel


  • 9h às 12h – Reunião Abrajet na Sala Forte

  • 9h às 12h – Reunião Fortur na Sala Ingleses

  • 14h às 18h – Floripa e Região Convention & Visitors Bureau na Sala Campeche

  • 14h às 18h – Reunião Abbtur na Sala Cacupé

  • 14h às 18h – Reunião Abrasel na Sala Forte

  • 14h às 18h – Abav na Sala Santinho

  • 14h às 18h – Reunião da Federação dos Convention&Visitors Bureau na Sala Ingleses


Setor hoteleiro teve melhor ocupação da história em abril


O setor hoteleiro da Capital tem números superiores a 2019, último ano de normalidade, para apresentar e comemorar. O mês de abril foi o melhor da história da hotelaria florianopolitana, com 72% de taxa de ocupação.


A informação é do superintendente de Turismo de Florianópolis, Vinicius de Luca Filho, que participou ontem do segundo dia da 33ª edição do Encatho & Exprotel. O evento, que ocorre no CentroSul, na Capital, termina hoje com uma série de reuniões das entidades do setor.


Segundo Vinicius, os dois feriados do mês e eventos como o Ironman e o Volta a Ilha impulsionaram o excelente desempenho do setor hoteleiro em abril na Capital. A expectativa para o segundo semestre também é positiva em função de eventos como RD Summit, Folianópolis e o Floripa Conecta.


De Luca representou o prefeito Topázio Neto na abertura do Encatho & Exprotel, que começou em 1984 como uma reunião restrita a hoteleiros para discutir estratégias de crescimento e geração de demandas e se tornou o segundo maior encontro do setor no Brasil.


União entre municípios


O superintendente de Turismo de Florianópolis participa há 25 anos do encontro e também exaltou o crescimento do Encatho & Exprotel.


“Muito maior do que os últimos presenciais que tivemos. O setor foi um dos mais impactados com a pandemia, mas dá sinais claros de recuperação, com números superiores ao que tivemos em 2019. Esse é o primeiro evento em Santa Catarina que, de fato, reúne o trade turístico e os setores públicos municipais e estaduais para darmos as mãos e sairmos juntos dessa crise”, pontuou o superintendente.


Ontem, de Luca conduziu a reunião do Fórum Catarinense de Gestores municipais de turismo, com cerca de 20 secretários e gestores de turismo, pensado para promover trocas de informações entre municípios. “O tema chave da nossa reunião são os consórcios de municípios, que têm dado um respaldo muito grande para o setor de turismo no Estado inteiro”, ponderou De Luca.


“O setor hoteleiro sofreu bastante em 2020, 2021 e no início de 2022, mas agora não olhamos mais para trás, só para frente, com otimismo grande, para que o segundo semestre seja excelente e a próxima temporada melhor do que a anterior”, completou.


Oportunidades para um círculo virtuoso


Presidente do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli, participou da reunião com os secretários abordando tendências do turismo pós-pandemia. Na visão dele, o turismo interno no Brasil passou a ser encarado de outra forma pelo consumidor.


“Meu objetivo é mostrar a grande oportunidade que o setor de turismo, hotelaria, o poder público e a imprensa têm de fazer um círculo virtuoso e, cada vez mais, mostrar para a sociedade os atrativos que cada destino possui”, destacou Petrelli.


O empresário também falou dos impactos da pandemia no setor, mas lembrou que Santa Catarina é um Estado com várias regiões autossustentáveis e consolidadas economicamente.

“O turismo está bem atendido aqui, é muito variado. Claro que tinha a questão da mobilidade como dificuldade, mas isso passou. O setor tem que se preparar para esses movimentos, porque vai ter crescimento, vai ter aumento da demanda. As pessoas querem viver, consumir, usufruir e aproveitar”, afirmou Petrelli.


Fonte: ND+

Sem título-2-08.png