Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

TRE autoriza e SC fará campanha de vacinação sem citar o governo



O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) autorizou o pedido do secretário de Saúde (SC), Aldo Batista Netto, para que o Estado faça campanha de estímulo à vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação, no período de 8 de agosto a 9 de setembro deste ano. O representante do Poder Executivo fez o pedido devido ao período eleitoral e para ter segurança jurídica.


Houve empate do Pleno do TRE e o voto de minerva foi do presidente da Corte, Leopoldo Augusto Bruggeman.


A decisão impõe que a campanha de vacinação “deverá ter caráter educativo, informativo e de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos, não devendo ter qualquer referência ao Governo Estadual”.


A campanha de veiculação em cadeia de rádio e televisão, além das mídias sociais, é importante pois os índices de vacinação estão abaixo do esperado, em torno de 70%.


— Nós temos mais de 15 vacinas para toda população, desde caxumba até câncer de colo de útero. Duas questões são importantes. Sobre reações prejudiciais da vacina: não é verdade, elas são seguras e já está plenamente comprovado que os benefícios superam muito os riscos. Outra questão é que um grande número de vacinas poderia sobrecarregar o sistema imunológico. É uma grande falácia. Em função de fake news e campanhas antivacina, as pessoas parecem não acreditar em vacinas e fica a sensação de que as doenças não existem. Houve várias audiências nos legislativos questionando, por exemplo, o passaporte sanitário. Que estes mesmo grupos tragam o debate agora e divulguem a baixa cobertura vacinal atual e o risco de doenças que estavam erradicadas voltarem — disse Macário.


Fonte: NSC

Sem título-2-08.png