Sem título-2-08.png
  • Gabriel Jr

Trezentos ciclistas são esperados no pedal do Circuito Vale dos Encantos em Jaraguá



Jaraguá do Sul entra definitivamente no Circuito de Cicloturismo Vale dos Encantos, a partir deste sábado (13), com o pedal inaugural. A concentração está marcada para acontecer no estacionamento da Sociedade Cultura Artística (Scar), às 8h30, e a largada dos ciclistas prevista para as 9h.


Trezentos ciclistas confirmaram as inscrições, superando as expectativas dos organizadores, que haviam aberto 200 vagas, mas, devido a grande procura, este número foi ampliado para 300 participantes. Os participantes terão carro de apoio, água, frutas e ainda receberão um passaporte do Circuito com o carimbo da primeira etapa concluído. É recomendado aos ciclistas que não esqueçam dos itens de segurança como capacete, câmara reserva, luvas e máscara no dia do evento.


Os ciclistas sairão da Scar em direção ao Bairro Santa Luzia, atravessando o Rio Itapocuzinho em direção a Schroeder e retornando para Jaraguá do Sul pelo Parque Via Verde, numa distância prevista de 57 quilômetros.


NA REGIÃO

O lançamento oficial do Circuito de Cicloturismo ocorre nas cidades da região da Amvali, tendo já sido promovido em Corupá (30.10) e Barra Velha (6.11). As próximas etapas são as seguintes: 13/11 – Jaraguá do Sul; 20/11 – Massaranduba; 27/11 – Schroeder; 5/12 – São João do Itaperiú e 11/12 – Guaramirim.


O circuito abrange os municípios da microrregião do Vale do Itapocu (Barra Velha, Corupá, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Massaranduba, Schroeder e São João do Itaperiú) e possui duas rotas com quase 500 quilômetros de extensão.

A Rota Serra possui no total sete trechos, que contemplam cerca de 250 km, sendo que quatro deles estão dentro dos limites geográficos de Jaraguá do Sul, os trechos: 1, 4, 5 e 7. Além disso, o circuito conta com dois desafios: a subida do Manso e a da Chiesetta Alpina. “São dois atrativos a mais para os ciclistas com melhor preparo”, comenta o Assistente de Desenvolvimento Econômico, Raul Henrique dos Santos. “Geralmente, o ciclista percorre um trecho por dia, o que faz com que ele permaneça por vários dias aqui”, diz ele.



Já a Rota Mar é composta de cinco trechos, sendo que os trechos 2 e 3 estão situados no território municipal, e sua extensão total também é de aproximadamente 250 quilômetros. “O Circuito Vale dos Encantos é um completo, com a presença de inúmeras belezas naturais e com o clima amigável da serra, variando rapidamente para o clima marcante do litoral”, diz o Gerente de Turismo, Rafael Koerich. Outro item importante e muito elogiado pelos ciclistas que vêm para o circuito é a segurança, segundo ele.


A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Diretoria de Turismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, levantou informações e incentiva a criação dos pontos de apoio ao cicloturismo, cadastrando estabelecimentos localizados no circuito ou em locais próximos à passagem do Circuito, como hotéis, restaurantes, pousadas, pesque pagues, postos de combustíveis e conveniências, oficinas e lojas de bicicletas e outros ligados à gastronomia, hospedagem e apoio logístico. Recentemente, o Samae instalou um ponto de apoio, com água potável e local de descanso junto ao reservatório da Serrinha, na Rua Waldemar Gumz, ligação entre a região central do município e o Bairro Santa Luzia.


“As diferenças de altitude ao longo do caminho, provocam uma marcante evidência da Fauna e Flora pelo caminho, além das cachoeiras, mirantes e inúmeros pontos turísticos naturais e tem como principal objetivo o fomento do turismo na região do Vale do Rio Itapocu”, diz o Gerente de Turismo. “O Circuito contempla as belezas naturais da serra e do meio rural, e, por outro lado, a versão natural das paisagens litorâneas, objetivando a passagem por estradas de terra no interior dos municípios participantes”, completa.


PLACA DE SINALIZAÇÃO


Jaraguá do Sul recebeu 63 placas de sinalização do Circuito finalizou no mês de março, sob a coordenação da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu.

O material serve para orientar os ciclistas quanto às duas rotas que cruzam o município. As placas contém informações que orientam o ciclista quanto ao percurso, altitude e latitude que ele se encontra, à quilometragem percorrida na rota e a quilometragem restante para concluir aquela etapa. Além disso, o ciclista pode baixar no celular o mapa da rota, escaneando o Código QR impresso na placa. No início de cada trecho, há um totem com um mapa onde constam todos os trechos de cada rota, diferenciados por cores e a possibilidade de baixar o roteiro para o celular, por meio do Código QR.

Sem título-2-08.png