Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

UBSs voltam a atender sintomas respiratórios na segunda-feira (9)

Em caso de suspeita de covid, a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde ou a UAPS. A Central de Orientações Coronavírus vai ficar somente com o monitoramento de casos confirmados



A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que a partir da segunda-feira (9) as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) retomarão os atendimentos a pacientes com sintomas respiratórios, inclusive suspeitas de covid-19. A decisão consta na Nota Técnica nº 002/2022. Desde o início da pandemia os sintomas respiratórios passaram a ser atendidos nos Pamas, UAPS e Central 0800 da covid.


O secretário Alceu Gilmar Moretti esclarece que existe todo um protocolo que será seguido pelos postos de saúde para o atendimento desses casos. “O paciente que chegar no posto com sintoma respiratório vai ser acolhido e ficará em um ambiente separado dos demais pacientes, de forma segura e organizada conforme a necessidade”, informa.


Já a sexta-feira (13), será o último dia de atendimento de demandas externas da Central de Orientações Coronavírus, por meio do 0800-643 8089 e plataforma WhatsApp, no 2106-8448. A partir da segunda-feira (16) a Central ficará responsável, apenas, pelo serviço de monitoramento de pacientes covid-19, ou seja, os casos confirmados e repassados para acompanhamento de um profissional da Central. Dessa forma, em caso de suspeita de covid, a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde ou a UAPS (anexa ao Hospital São José). Os servidores que atuam na Central 0800 retornarão para os atendimentos presenciais nas unidades de saúde.


Novo cenário epidemiológico


A mudança em relação à Central de Orientações Coronavírus e a retomada dos atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios nas UBSs faz parte de um cuidadoso processo de volta à normalidade e só está sendo possível em função da melhora do cenário epidemiológico e do avanço na vacinação. O secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, lembra que o Governo Federal já decretou o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin), e o Estado de Santa Catarina também encerrou o período de calamidade pública por conta da pandemia, não renovando o decreto de emergência sanitária. “A situação de Jaraguá do Sul em relação à pandemia também está muito mais tranquila no momento. Os casos estão diminuindo, assim como as internações, mas, a Secretaria, juntamente com o Comitê de Combate à Covid, está atenta”, pontua Moretti.


Para se ter uma ideia, no final de janeiro, no auge da pandemia, a Central monitorava 5.293 casos de covid no município, nesta semana, são pouco mais de 200 monitoramentos, uma média de 20 a 30 teleconsultas por dia.


A Central 0800 da Covid


Criada em março de 2020, logo no início da pandemia de covid-19, a Central de Orientações Coronavírus desempenhou ao longo deste período um papel de extrema importância na saúde pública de Jaraguá do Sul.


Nas ações de enfrentamento da pandemia, os serviços de teleatendimento e telemonitoramento de pacientes covid se destacaram. O secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, lembra que a pandemia trouxe muitos desafios para o setor público. Os municípios tiveram que se adaptar, mudar conceitos, criar estrategias e mecanismos que facilitassem o acesso aos atendimentos. “A Central 0800 veio para dar o suporte necessário às pessoas, desde questões simples como o esclarecimento de uma dúvida, até o atendimento médico e monitoramento de pacientes covid em Jaraguá do Sul”, destaca.


Em pouco mais de dois anos, os números registrados na Central 0800 impressionam: foram realizados 48.089 teleatendimentos médicos (consulta médica à distância via telefone). Esse número incluí apenas as pessoas que ligaram ao 0800 e foram transferidas pra teleatendimento médico. As que ligaram, receberam orientações das atendentes, mas não necessitaram da consulta médica representam um número muito maior, porém não puderam ser computadas. Nesse período também ocorreram 273.856 contatos ativos (ligações realizadas pela Central para os pacientes) para monitoramento da evolução dos casos suspeitos ou confirmados de covid-19 que estavam em isolamento domiciliar.


A diretora de Saúde, Sílvia Bonatto, lembra que a Central foi estruturada com servidores de diversos setores, sendo enfermeiros, médicos, técnicos de enfermagem, dentistas e agentes comunitários de saúde, totalizando 138 profissionais. Do início dos trabalhos, até agora, foram 9 mil horas de atendimentos.


Fonte: Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png