Sem título-2-08.png

Uso dos Protocolos de Enfermagem é destaque em evento do Coren

Município compartilha experiência com Protocolos de Enfermagem, que foi destaque no Ministério da Saúde e na Organização Pan Americana de Saúde


Na última sexta-feira (20) ocorreu o Encontro Estadual com Enfermeiros Responsáveis Técnicos de Santa Catarina. O evento, que compõem a programação do mês da enfermagem, do Conselho Regional de Enfermagem do Estado (COREN-SC), contou com a participação da Gerente da Atenção Primária à Saúde de Jaraguá do Sul, Enfermeira Dra. Amanda de Lemos Mello.


O município de Jaraguá do Sul foi convidado a compartilhar a experiência exitosa com o uso dos Protocolos de Enfermagem, cujos resultados positivos do impacto gerado na Atenção Primária recebeu prêmios e foi destaque no Ministério da Saúde e na Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) ganhando o troféu de “Atenção Primária à Saúde Forte no Sus”, sendo reconhecida por jurados renomados, como Dr. Drauzio Varella.


O Secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, ressalta que os Protocolos de Enfermagem foram fundamentais para melhoria do processo de acolhimento e primeira consulta na Atenção Primária. “Em novembro de 2018 o município apresentava uma fila para primeira consulta de 12.765 pessoas e para retorno de 2.745 pessoas em todas as unidades básicas de saúde do município. Em poucos meses conseguimos zerar as filas em Jaraguá do Sul”, relembra.


A Gerente da Atenção Primária à Saúde, Amanda de Lemos Mello, refere que o aumento contínuo das consultas de enfermagem demonstram a importância dos Protocolos de Enfermagem. “Os protocolos proporcionam maior segurança clínica e autonomia para os Enfermeiros da Atenção Primária à Saúde e, consequentemente, auxiliam na resolutividade da assistência à saúde”, diz ela.


RELEMBRE


Jaraguá do Sul aderiu ao protocolo vigente na capital catarinense em julho de 2018, com a assinatura do termo de cooperação técnica entre o Conselho Regional de Enfermagem de SC (COREN/SC) e a capital catarinense. A partir de então, formou-se uma comissão de enfermeiros para estudar a realidade do município e estruturar o acolhimento e o fluxo para gerar a consulta. Realizou-se a primeira capacitação para 10 enfermeiros nos quatro protocolos vigentes: Hipertensão, diabetes e outros fatores associados a doenças cardiovasculares; Infecções Sexualmente Transmissíveis e outras doenças transmissíveis de interesse em saúde coletiva (Dengue/Tuberculose); Saúde da Mulher e atenção à demanda espontânea de cuidados no adulto.


“O novo protocolo também permitiu a adoção de critérios para a marcação de consultas, com priorização de gestantes, a pacientes prioritários ou em tratamento de doenças crônicas não transmissíveis, como a diabetes mellitus e a hipertensão arterial sistêmica. Essa reorganização tornou mais previsível o atendimento de quem precisava da prescrição de medicamentos de uso contínuo em um dos municípios com o maior Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Brasil – Jaraguá do Sul tem IDH de 0,803 (numa escala de zero a 1, quanto mais próximo de 1 mais avançado é o lugar)”, relembra Silvia Regina Bonatto, Diretora de Saúde.


Fonte: Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul

Sem título-2-08.png