Sem título-2-08.png
  • Junior Sas

Vídeos no YouTube mostram 'rinoplastia caseira', e médicos apontam riscos; em SP

Homem foi admitido na última quinta-feira (21) em pronto-socorro na Zona Sul com ferimentos. Técnicas caseiras, além de ineficazes, podem piorar o aspecto do nariz e acarretar complicações graves. YouTube afirma que vídeos estão em análise para eventual remoção.



Um paciente foi admitido na noite da última quinta-feira (21) em um pronto-socorro na região do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo, com um ferimento no nariz após uma tentativa de "rinoplastia caseira".


Médicos ouvidos pelo g1 destacaram que técnicas caseiras para afinar o nariz, além de ineficazes, podem piorar a aparência e acarretar complicações graves, como necroses, infecções, obstrução nasal e choque anafilático, condições que podem até mesmo levar à morte.

O paciente atendido na Zona Sul de São Paulo teria se guiado por vídeos da internet e utilizado álcool 70% para higienizar a região do nariz durante o procedimento. Ele teria relatado aos médicos que não usou luva nem limpou o sangue “para não abrir os pontos”, mas que utilizou um anestésico veterinário e finalizou o procedimento com “sutura com fio absorvível e super-bonder”. A Prefeitura de São Paulo confirmou que um homem foi admitido na Unidade de Pronto Atendimento Campo Limpo, encaminhado ao Hospital Municipal Dr. Fernando Mauro Pires da Rocha, para a limpeza de um ferimento no nariz e, também, foi orientado a receber atendimento psicológico.

"A pasta esclarece que, após ser acolhido pela equipe médica de saúde mental, o paciente passou por atendimento da equipe de bucomaxilofacial (BMF), que realizou a limpeza do ferimento, curativo e orientação quanto aos cuidados necessários. A SMS reforça que o paciente recebeu alta hospitalar no mesmo dia, além de encaminhamento para retorno com a especialidade BMF. Ele foi encaminhado para também seguir atendimento na rede com serviço de psicologia", disse a prefeitura, em nota.


Vídeos sobre como fazer procedimentos caseiros para reduzir ou afinar o nariz, divulgados na internet como "rinoplastias caseiras", se proliferaram em redes sociais como o YouTube.

Além disso, filmagens de cirurgias feitas em hospitais por médicos qualificados também têm sido usadas por usuários das redes sociais, que tentam "copiar" os procedimentos hospitalares em casa, de acordo com médicos ouvidos pela reportagem.


O YouTube Brasil informou, em nota, que todos os conteúdos "precisam seguir nossas Diretrizes de Comunidade, e não permitimos material que incentive atividades perigosas com risco de danos físicos graves ou de morte. Contamos com uma combinação de sistemas inteligentes, revisores humanos e denúncias de usuários para identificar conteúdo suspeito e remover o que esteja em desacordo com nossas políticas assim que localizado. Os vídeos enviados pela reportagem estão em análise".


Riscos de técnicas caseiras

Segundo o médico Rodrigo Lacerda, cirurgião plástico especialista em rinoplastia e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), as técnicas caseiras para tentar afinar ou reduzir o nariz se popularizaram nos últimos anos.

"Muitas pessoas acham que o procedimento é tão simples quanto parece ser nos vídeos. Não preciso nem falar que é muito arriscado e pode, até, levar à morte", explicou Lacerda.

De acordo com o médico, são vários os riscos envolvidos: "Tem o risco de necrose, risco de infecção por ter feito sem a assepsia e por usar material não esterilizado, e um risco de obstrução nasal muito grande. As incisões feitas em uma rinoplastia precisam ser muito precisas, em locais bem definidos para não ter esse risco".


O cirurgião destacou ainda que o paciente também pode sofrer um choque anafilático, uma reação alérgica grave que pode levar à morte. Além disso, a tentativa de cirurgia caseira pode piorar o aspecto do nariz.


"Esses procedimentos só vão piorar a aparência, porque não têm nenhuma eficácia, só vão trazer riscos. Não da pra fazer isso sem o conhecimento da anatomia nasal, que é muito complexa", declarou.


A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) também alerta que a rinoplastia é um procedimento complexo e deve ser feito somente com um médico especialista e habilitado.

"Além de ser um ato exclusivamente médico, é necessária especialização e habilitação para realizar [a cirurgia]", disse a sociedade, em comunicado divulgado em seu site.


Fonte: G1



Sem título-2-08.png